Que bom que o tempo passa e tudo tende a evoluir… A série Family Guy, famosa pelo seu humor ácido e politicamente incorreto, deve passar por algumas mudanças, garantiram alguns criadores da obra.

Um exemplo disso foi um episódio recente que foi ao ar no último dia 13 de janeiro. Chamado “Trump Guy”, o episódio não poupou piadas ao presidente americano Donald Trump.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Na história, como noticiado pelo Gay Star News, o presidente dos Estados Unidos, Trump, contrata Peter Griffin como secretário de imprensa. 

Depois de Trump assediar sexualmente a filha de Peter, Meg, Trump e Peter estão brigando quando Trump diz: “Muitas crianças aprenderam piadas contra judeus, negros e gays com seu programa nos últimos anos!”, ao que Peter responde de maneira surpreendentemente responsável:

“Pra ser justo, é verdade. Mas estamos tentando passar da fase das piadas gays. Mas quer saber? O presidente é você, nós aqui somos só um desenho!”, lembrando todo passado de comentários homofóbicos, transfóbicos e/ou misóginos de Trump mesmo como presidente.

VEJA TAMBÉM:  Atores de sucessos da Netflix estão namorando

O produtor executivo da série, Rich Appel, contou que a fala de Peter reflete a mudança da série: “Se você olhar o show de 2005 a 2006 e comparar com 2018 a 2019, há diferenças”, contou ele.

E continuou: “Algumas coisas que sentíamos normal ser dito, hoje já não são, e entendemos que não são mais aceitáveis.”

Appel continuou, dizendo que a cultura autoriza ou não certas piadas, e o time criativo também absorve estes novos valores.

“O clima hoje é diferente, a cultura muda e as visões de todos nós. As piadas são moldadas em cima da nossa realidade no momento”, disse ele, que também garantiu que piadas usando gay como chacota ou ofensa – algo que era corriqueiro – também deverão perder espaço nas produções.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).