Não é de hoje que muita gente suspira ao ver o ator Michael B. Jordan em cena.

O que não se sabia, segundo um rapaz que se diz ex-assistente do protagonista de Pantera Negra, é que o ator não se faz de difícil e gosta de flertar com todo mundo.

O ex-funcionário do astro de “Pantera Negra”,  Amir Yass, concedeu uma entrevista  ao  podcast ‘Juicy Scoop,’ da comediante Heather McDonald e falou que Jordan gosta de se exibir e flerta até com as paredes.

Ele ficava andando o tempo todo só de cueca e paquerava o tempo todo, até com as paredes. Ele flertava comigo e com todo mundo”, disse Yass.

Yass também afirmou que o ator já sugeriu que eles se beijassem em uma ocasião, porém o beijo não aconteceu, mas o suposto ex-assistente jura que não faltou clima.

Eu o estava o ajudando a se mudar [de casa], e ele andava o tempo todo de cueca e sem camisa. Eu era tão jovem, tinha meus 20 anos… Acho que compartilhamos um momento, mas posso estar errado… [Um dia], eu cheguei a entrar no closet dele, e ele me perguntou: ‘Nós vamos nos beijar?’ Foi isso mesmo, e eu falei: ‘Michael? Preciso trabalhar!’ Ele insistiu e disse que gostava de estar perto de mim. Sim, foi ele que chegou em mim e rolou esse clima”, contou Yass.

O assistente ainda disse que era muito profissional e não deixou nada acontecer entre os dois, porém lamenta hoje que não tenha pego na “mala” do ator na ocasião em que poderia.

Eu era tão profissional – muito obrigado, pai! – que eu disse ao Michael que eu tinha um trabalho a fazer, aí eu desci e comecei a receber uns pacotes, encomendas. Eu devia era ter recebido o ‘pacote’ dele!”, brincou Yass, se referindo a mala do ator.

Até o momento, Jordan não se pronunciou sobre as reveleções de Yass.

Confira na íntegra a entrevista com o ex-assistente:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).