Mês que vem tem temporada nova de American Horror Story e claro que a gente vai ficar aterrorizado e sem vida social em pelo menos um dia da semana até que ela acabe.

Em entrevista recente a revista GQ, o ator Evan Peters falou do sucesso da série e sobre todas as cenas de nudes que já teve que fazer para o nosso deleite.

Em todas as temporadas, já vimos Evan Peters em cena de sexo sadomasoquista, com o corpo aos pedaços e sendo abusado na temporada Coven, apanhando na bunda e tomando banho de esguicho m Asylium, fazendo sexo com Colton Haynes e se masturbando no chuveiro na temporada Cult e até com mãos deformadas na temporada Freak Show.

“Quase todo papel tem alguma cena bizarra de sexo e cenas de sexo não são fáceis de fazer. Dá vergonha, especialmente quando você tem vinte e poucos e ainda está aprendendo”, disse o rapaz. Pois não seja por isso, gente disponível pra te ensinar tenho certeza que não falta, Evan.

Ele falou sobre a “meia” que coloca tampando apenas o pênis para gravar, muitas vezes com monstros da atuação como a diva e atriz veterana Jéssica Lange: “Não é fácil, suas bolas ali penduradas na frente da Jéssica Lange. Você se sente muito vulnerável”.

Ele ainda revelou detalhes de uma cena em particular: “Em uma cena com Kyle (Spencer na temporada Coven), tive que sair de uma banheira e quebrar um monte de coisas completamente nu. Com a meia no pênis mas totalmente nu. Foi muito difícil.”

Evan Peters em American Horror Story: Coven

Já quando perguntado pela reportagem se a tal meia já caiu, ele respondeu: “Sim, muitas vezes. Sempre acontece e acabo ficando com pênis a mostra no set o tempo todo. Quando coloco, sempre tem 50% de chance de cair. Aí penso sobre a hipótese disso vazar por aí. Meio incômodo pensar isso.”

Ei, Ryan Murphy, será que tão aceitando currículo pra contra-regra?

A nova temporada de American Horror Story, Apocalypse, estreia dia 12 de setembro no FX nos Estados Unidos.

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).