Capa deste mês da revista QUEM, Gloria Groove falou abertamente sobre vários assuntos da sua carreira e vida pessoal. Como já era de se esperar, a drag queen deu um show ao falar de representatividade e autoafirmação.

“Passei a ver que isso estava me moldando como artista, que eu me sentia bem. Conseguia organizar melhor minhas ideias em um ponto de vista feminino. A caixinha se abriu quando passei a ser ‘a’ Gloria Groove”, explicou. “Até então, eu era só um menino gay que cantava bem e ia ficar por isso mesmo. Não ia conseguir me expressar direito, porque eu não ia querer fingir ser hétero para ter sucesso e eu apenas negava tudo isso. Eu não sabia qual era meu holofote até saber quem era a Gloria Groove”, completou.

Além de falar sobre questões LGBT, Gloria ainda abordou questões como gordofobia. “As pessoas costumam descreditar muito um corpo gordo, como se ele não fosse capaz de executar seu trabalho, cantar, dançar. As pessoas costumam jogar muito para o campo da saúde, como se todo mundo fosse nutricionista”, disparou.

Vale ressaltar que, Gloria é um dos maiores nomes do pop nacional atualmente. Recentemente, uma de suas músicas, “Muleke Brasileiro”, se tornou tema principal do ator Romulo Estrela na novela Bom Sucesso.