Me“, o novo livro de memórias de Elton John, foi lançado nessa terça-feira (15) em algumas partes do mundo e já tem alguns capítulos causando polêmica. Em um deles, Elton afirma que Michael Jacksonera uma pessoa perturbadora para se estar por perto“.

Já faz dez anos desde a morte de Michael Jackson, em 2009, e segundo o jornal The Independent, o cantor e Elton eram amigos no início da carreira.

Conheço Michael desde os 13 ou 14 anos … Ele era a criança mais adorável que você pode imaginar“, diz Elton em um trecho do livro.

Porém, ao relatar outros encontros que teve com o astro durante sua carreira, o músico revela que notou um certo afastamento por parte de Michael:

Em algum momento nos anos seguintes, ele começou a se afastar do mundo e da realidade. assim como Elvis Presley. Deus sabe o que estava acontecendo em sua cabeça, e vai saber quais medicamentos prescritos ele estava sendo bombardeado, mas toda vez que eu o vi nos últimos anos, saí pensando que o pobre rapaz havia se perdido completamente

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Elton também conta que o rei do pop estava claramente doente e que era perturbador ficar perto dele:
Ele estava genuinamente sofrendo com alguma doença mental, uma pessoa perturbadora pra se estar por perto. Foi muito triste, mas ele era alguém que você não podia ajudar: ele acabou se fechando em um mundo próprio, cercado por pessoas que diziam apenas o que ele queria ouvir“.

No livro também é possível ler um relato sobre um dia específico em que Elton John e seu marido, David Furnish, convidaram Michael para um jantar, mas, ele se recusou a comer e acabou se afastando. Mais tarde, eles o encontraram com a empregada de John e seu filho de 11 anos jogando videogame:

Por algum motivo, ele não conseguiu lidar com a companhia de adultos“, finalizou.