Abertamente lésbica, bem resolvida e sempre divertida, a apresentadora do talk show diário de maior audiência da tarde da TV americana, Ellen Degeneres, ganhará uma grande homenagem na próxima edição do Globo de Ouro, em 2020.

Por estar na TV há mais de 20 anos, a Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA), defendeu o nome de Ellen para ganhar o cobiçado Prêmio Carol Burnett.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Além de seu sucesso na televisão, ela é uma ativista e filantropa, emprestando sua voz àqueles que não a têm e espalhando gentileza e alegria graças ao poder de sua plataforma”, disse Soria, que faz parte da organização da premiação.

Ellen passou por maus bocados em sua carreira ao ser uma das primeiras celebridades de Hollywood ao sair do armário. Na época, ainda na década de 90, teve sua série de TV cancelada pela rejeição do público e levou anos até que reerguesse sua carreira e recuperasse o respeito da audiência.

VEJA TAMBÉM:  Ex-funcionários do programa da Ellen Degeneres denunciam racismo e humilhação nos bastidores

Pra quem se interessou por conhecer melhor sua história, Ellen fala melhor sobre tudo isso em seu standup disponível na Netflix, onde reflete sobre sua vida pessoal e carreira em um texto inteligentíssimo e divertido escrito por ela mesma.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).