Ellen DeGeneres abordou publicamente as alegações de que seu talk show se tornou um ambiente tóxico para os membros de sua equipe. Na estreia da 18ª temporada de The Ellen DeGeneres Show, que estreou na segunda-feira, 21 de setembro, a apresentadora disse em seu monólogo de abertura que “aprendeu coisas que aconteceram aqui que nunca deveriam ter acontecido”.

“Eu levo isso muito a sério e quero dizer que sinto muito pelas pessoas que foram afetadas”, disse ela aos telespectadores. Eu sei que estou em uma posição de privilégio e poder e percebi que com isso vem a responsabilidade, e eu assumo a responsabilidade pelo que acontece no meu show.”

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

No início deste ano, o BuzzFeedNews divulgou uma denúncia em que um atual e mais 10 ex-funcionários disseram estar sujeitos a uma cultura de racismo, medo e intimidação, com um afirmando que o mantra do anfitrião para ser gentil é “besteira” e “só acontece quando o as câmeras estão ligadas”.

VEJA TAMBÉM:  Ellen pode cancelar seu talk show pra ter mais tempo com a esposa

Uma mulher negra que trabalhou na série por um ano e meio também disse que vivenciou comentários racistas, ações e “microagressões”. Depois que uma investigação interna descobriu “deficiências relacionadas à gestão do dia a dia do programa”, três dos principais produtores do programa, Ed Glavin, Kevin Leman e Jonathan Norman, foram demitidos.

Em um comunicado, a Warner Bros disse que a empresa e Ellen estão “todas comprometidas em garantir um ambiente de trabalho baseado no respeito e na inclusão” e estão “confiantes de que esse curso de ação nos levará ao caminho certo para o programa”.

“Tivemos muitas conversas nas últimas semanas sobre o show, nosso local de trabalho e o que queremos para o futuro”, continuou Ellen DeGeneres. “Fizemos as mudanças necessárias e hoje estamos iniciando um novo capítulo.”

Ela também mencionou acusações sobre sua personagem, explicando que “ser conhecida como a senhora ‘seja gentil’ é uma posição difícil de se ocupar” e insistiu que ela é a pessoa que você vê na tela, mas “também muitas outras coisas”. “Às vezes fico triste, fico brava, fico ansiosa, fico frustrada, fico impaciente”, disse ela. “Estou trabalhando nisso tudo. Eu sou um trabalho em andamento”.

VEJA TAMBÉM:  Ex-funcionários do programa da Ellen Degeneres denunciam racismo e humilhação nos bastidores

“Estou trabalhando especialmente na questão da impaciência… e não está indo bem, porque não está acontecendo rápido o suficiente. Eu vou te dizer isso. Este sou eu e minha intenção é ser sempre a melhor pessoa que posso ser. E se alguma vez decepcionei alguém, se alguma vez magoei seus sentimentos, lamento muito por isso”.