Na última quinta-feira (05), a cartunista Larte foi uma das convidadas para participar do painel Prime da CCXP 2019. No evento, a artista foi questionada sobre o atual momento político no Brasil, e falou de que forma a arte pode contribuir como mecanismo de resistência.

“Humor doutrinador? Acho que às vezes é necessário induzir determinada resposta política”, disse ela de acordo com informações divulgadas pelo site UOL.

“Em momentos de campanha, momento de denúncia. Algumas vezes você precisa engajar. Não gosto muito disso, pessoalmente. Prefiro trabalhar o autoquestionamento. Em me surpreender no meu trabalho”, completou.

Para finalizar, Larte disse que, apesar de sentir medo do atual governo, acredita que é um momento de união ao enfrentamento do fascismo. “Claro que eu tenho medo dele. Quem tem c* (tem medo), né?”, brincou.

“Mas vejo que essa evidência do autoritarismo pode servir para gente conduzir uma frente de enfrentamento a esse fascismo. Porque é fascismo, sim. Embebido em fanatismo religioso, machismo, racismo. Um repertório banhado de ódio”, encerrou

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA: