A Disney deus seus primeiros passos no que diz respeito à representação LGBT+ nos últimos anos, com Star Wars: The Rise of Skywalker apresentando um pequeno beijo do mesmo sexo e o filme da Pixar “Avante” e o da Marvel “Vingadores: Endgame”, ambos brevemente aludindo relações sexuais.

O Pink News conta que o estúdio só revelou seu primeiro personagem abertamente gay no início deste ano no emocionante curta da Disney Pixar, Out, que traz um homem gay enquanto ele tenta criar coragem para se abrir com seus pais quando eles fossem visitá-lo.

Embora Out tenha recebido uma grande reação anti-LGBT+, parece que a Pixar pode estar ignorando os homofóbicos e pensando na representação não-binária. A nova série de documentários “Inside Pixar” estreou recentemente na plataforma de streaming Disney Plus, e um episódio se concentra em Jessica Heidt, uma supervisora ​​de roteiro veterana que está trabalhando para enfrentar a disparidade de gênero nos novos roteiros do estúdio.

Embora Heidt até agora tenha se concentrado em criar um equilíbrio mais igual entre personagens masculinos e femininos e seus diálogos, e até mesmo tenha ajudado a desenvolver um programa para rastrear a representação em roteiros, ela deu a entender na série de documentários que seu trabalho pode se expandir em breve.

No início do episódio, ela reconheceu a luta pela representação não-binárie na mídia e, mais tarde, disse especificamente que os próximos filmes da Pixar contariam com “personagens de todos os gêneros”.

Como a maioria dos filmes de animação leva anos para desenvolver, pode demorar um pouco até que um personagem animado não binário apareça, mas os fãs ficaram entusiasmados mesmo assim.

Um usuário do Twitter escreveu: “Assistindo ao documentário da Pixar e explodindo em lágrimas quando alguém reconhece pessoas não binárias”. “O quarto episódio de Inside Pixar na Disney+ diz que os futuros filmes da Pixar terão personagens de todos os gêneros”, disse outro.