Caso você não saiba, a cantora Demi Lovato é uma orgulhosa mulher LGBT. Em 2015, sua música “Cool for the Summer” se tornou um hino LGBTQ, mas foi somente dois anos depois, em seu documentário Simply Complicated, que ela se revelou bissexual.

Desde então, a jovem de 28 anos tem falado abertamente sobre sobre sua sexualidade. De entrevistas sobre como se assumiu para os pais até aquele beijo léscibo inesquecível no palco com Kehlani, que se você não viu, pode assistir abaixo:

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Bem, agora Demi Lovato contou o momento exato em que percebeu que também se atrai por garotas. Durante o evento Coming Out 2020 do Facebook, a cantora de “Sorry Not Sorry” participou de um bate-papo com o especialista de moda do Queer Eye, Tan France.

“Quando você percebeu que não era apenas heterossexual, mas mais do que isso em geral?”, perguntou Tan.

VEJA TAMBÉM:  Medalhista olímpico do atletismo sai do armário: “Escondi quem era por causa da sociedade”
Demi Lovato e Tan France do Queer Eye e evento LGBT do Facebook. (Foto: Reprodução / Facebook)
Demi Lovato e Tan France do Queer Eye e evento LGBT do Facebook. (Foto: Reprodução / Facebook)

E Demi Lovato respondeu: “Foi definitivamente quando eu era jovem. Eu nem deveria estar assistido o filme Cruel Intentions naquela idade, mas assisti. Foi bem naquela cena em que elas se beijam no gramado. E eu fiquei tipo, ‘Oh, espere um minuto. Eu realmente gosto disso.'”

Caso queira ver a cena do beijo lésbico de Kathryn e Cecile em Cruel Intentions, a mesma que fez Demi Lovato perceber que sentia algo além por garotas, você pode assistir abaixo:

“Eu estava tipo, ‘Eu quero experimentar’. E então, quando eu tinha 17 anos, comecei a entender o que era aquilo que eu sentia”.

A cantora então explicou: “Eu praticamente contei para todos os meus amigos e minha irmã mais velha quando eu tinha 17 anos. Todos meus amigos sabiam antes de contar para os meus pais e depois para o público. Essas foram minhas 3 fases: amigos, pais, público.”

VEJA TAMBÉM:  O ator nigeriano Uche Maduagwu sai do armário: "orgulhosamente gay"

Ela ainda revelou sobre suas músicas: “Houve momentos em que escrevi letras sobre garotas que meus fãs juravam que eu falava sobre garotos.”

Por fim, Demi acrescentou: “Estou surpresa que alguns deles não descobriram que algumas das músicas eram para certas pessoas. Eu estava compartilhando isso com o mundo, mas não estava sendo completamente óbvia sobre o que estava falando. As músicas eram meu espaço seguro até poder falar disso publicamente.”

Fonte: Buzzfeed

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).