Em uma entrevista ao Bustle, Levy, que estreou com Kristen Stewart um novo filme de natal, explicou que quando era jovem, sua ansiedade era tão severa que ele evitou completamente situações sociais como festas de aniversário ou acampamento de verão.

Até resultou em uma doença ocular física, e os médicos disseram que havia uma chance de que isso acabasse por prejudicar fortemente sua visão.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Seu isolamento era auto-imposto. “Veio do medo de saber que eu era gay e não ser capaz de ser livre”. disse.

Levy continuou: “Quando cheguei ao ensino médio, período em que o cérebro está começando a acompanhar os impulsos físicos, passei por uma época muito confusa pra mim.”

“Porque, por um lado, eu estava sendo apresentado a coisas como autoconsciência e ansiedade. Ao mesmo tempo, estava tentando escondê-los que passava por isso para mim mesmo. ”

VEJA TAMBÉM:  Jogador de basquete Marco Lehmann se assume gay; “poderia ter mantido segredo até o fim da carreira”

Permanecendo fechado na escola, ele disse que sentia constantemente uma sensação de medo: “Medo de ser ridicularizado. Medo de ser alterado. Medo de expor algo que acho que muitos alunos do ensino médio na época não tinham as ferramentas para processar adequadamente, para torná-lo confortável para mim.”

Ele encontrou algum alívio no teatro, envolvendo-se em dirigir, escrever e atuar em peças da escola, mas ainda era pouco.

“Estava começando a desenvolver um senso de confiança por ser capaz de entreter as pessoas”, disse ele.

“Era como uma versão isca de mim mesmo, que eu estava lançando para não ter que conviver com a realidade de que quando o bullying estava acontecendo – se alguém estava me chamando de bicha ou o que quer que fosse – eles estavam falando a verdade.”

VEJA TAMBÉM:  NÃO CHOREM! Menino trans sai do armário para mãe com cartão de natal

Mas essa “versão isca” de si mesmo, embora eficaz como uma distração de sua ansiedade, estava causando seus próprios danos.

“O meu senso de identidade foi destruído”, disse ele. “Você perde de vista seu próprio valor”.

Dan Levy e sua participação no filme de Natal lésbico, Happiest Season

Após anos de medo, Dan Levy confessou sua família quando tinha 18 anos, e eles o aceitaram de todo o coração pelo que ele é.

Ele explorou o momento como o personagem de John na temporada lésbica de Natal com Happiest Season, estrelando Kristen Stewart e Mackenzie Davis.

Em um discurso que Stewart disse que parecia “histórico”, Levy diz: “A história de cada pessoa é diferente. Esta é a sua versão e eu tenho a minha versão”.

“Mas a única coisa que todas essas histórias têm em comum é aquele momento antes de você dizer essas palavras, quando seu coração está acelerado e você não sabe o que está por vir. Esse momento é realmente assustador.” falou sobre o momento de se assumir.

VEJA TAMBÉM:  Cinco filmes de festivais gays para assistir em casa

“E então, depois de dizer essas palavras, você não pode desdizê-las. Um capítulo terminou e um novo começou, e você tem que estar pronto para isso.

“Você não pode fazer isso por mais ninguém.”

Avatar
Carioca, antenado e intenso. Redator do Põe na Roda e Produtor Digital da Rádio Rio de Janeiro. Amante das artes, desde as cênicas até a fotografia. Taurino com 21 anos, apreciador raiz da cultura pop e um jornalista em construção.