Palmas à Dona Hermínia que conseguiu vender cerca de 8 milhões de ingressos nas primeiras quatro semanas do filme “Minha Mãe é Uma Peça 3”, segundo a Agência Comscore, e se junta as maiores bilheterias do cinema nacional. 

A continuação da franquia idealizada por Paulo Gustavo, que interpreta a protagonista, possui como roteiristas, além do próprio humorista, Fil Braz e Susana Garcia – que também dirige o filme.

Dona Hermínia precisa se redescobrir e se reinventar porque seus filhos estão formando novas famílias. Marcelina está grávida e Juliano vai casar. Dona Hermínia está mais ansiosa do que nunca. Para completar as confusões, Carlos Alberto, seu ex-marido, que esteve sempre por perto, agora resolve se mudar para o apartamento ao lado.

A arrecadação coloca a obra no sexto lugar entre os filmes brasileiros, posição ainda atrás do seu antecessor, “Minha Mãe é uma Peça 2”. Confira abaixo as maiores bilheterias nacionais:

  1. Nada a Perder (2018)
  2. Os Dez Mandamentos – O Filme (2016)
  3. Tropa de Elite 2 (2010)
  4. Dona Flor e Seus Dois Maridos (1976)
  5. Minha Mãe é uma Peça 2 (2016)
  6. Minha Mãe é uma Peça 3 (2019)

Um adendo sobre o ranking: Vale lembrar que as bilheterias dos filmes “Nada a Perder” e “Os Dez Mandamentos”, ambos do Bispo Edir Macedo, são questionadas por sua posição no ranking (1º e 2º lugar) devido ao fato de a Igreja Universal ter comprado maior parte dos ingressos e distribuídos aos fieis de suas igrejas de graça. A maioria nem vai assistir e vários repórteres já registraram sessões absolutamente vazias acontecendo em cinemas de todo o Brasil.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Juliano e seu noivo durante o casamento dos dois em “Minha Mãe é uma Peça 3”

Por não mostrar o beijo entre Juliano, filho de Dona Hermínia, e seu noivo durante o casamento dos dois, o filme foi alvo de intensa discussão na internet, chegando até mesmo a ser cancelado por alguns usuários. Confira abaixo o vídeo do Põe na Roda sobre o assunto: