Após mais de oito anos longe das telonas, a rainha diva do Universo, Cher, está de volta ao cinema na sequência do musical “Mamma Mia!”, um filme que já dispensa comentários por ter Meryl Streep e Cher em uma mesma obra.


Assista também:


Em entrevista ao GLAAD esta semana, a cantora conversava com o apresentador Anthony Ramos sobre sua eterna ligação com o público gay. Foi quando contou sobre a primeira vez em que soube das existência, quando tinha 12 anos (ou seja, em 1958!).

“Eu tinha 12 anos. Cheguei da escola em casa e tinham dois caras na sala. Eles estavam conversando com a minha mãe, um deles era melhor amigo dela. Lembro de vê-los tão animados e divertidos. Pensei imediatamente: ‘Estes caras são muito mais legais que os outros homens que já vi por aí!’.”

E continuou: “Não sabia que eles eram gays e nem o que isso significava, mas identifiquei um tipo diferente de homem que achei fantástico e amei desde então!”

Na mesma entrevista, Cher falou sobre o longa “Mamma Mia!”: “Sou exigente, pode ir assistir! É fabuloso e divertido!”.

E se a Cher mandou… bora assistir, né gente?

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).