A rainha de Rupaul’s Drag Race, Bob The Drag Queen, que estreitou o programa da HBO “We’re Here”, abordou a relação da comunidade negra com a trans. Bob convocou celebridades negras, especialmente os homens cis e heterossexuais, a se mobilizarem para fazer mais pelos direitos trans.

“Eu acho que o problema da vida trans, especialmente na comunidade negra, não está limitado necessariamente ao racismo, mas sim percorre a misoginia, especificamente na trans-misoginia”, disse Bob ao podcast “Just the Sip”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“E isso não é algo a ser abordado apenas pelas pessoas trans ou apenas pelas pessoas LGBT+. Precisamos neste mundo que homens negros heterossexuais cisgêneros se levantem e digam ”Black Trans Lives Matter’ [Vidas Negras Trans Importam]”, exigiu a rainha.

VEJA TAMBÉM:  Menina chora de emoção ao receber boneca “negra como ela” de presente; assista

Bob ainda explicou que essas pessoas negras têm que estar em diversos espaços e falando com variados públicos, não apenas os acadêmicos, como Barack Obama e Angela Davis. A drag destaca Lil Wayne, Jay Z, Jamie Foxx, Wiz Khalifa e Waka Flocka Flame como influentes homens negros que poderiam fazer diferença.

A rainha ainda destaca que o problema de visibilidade trans não é exclusivo entre pessoas negras, mas que os próprios LGBs excluem e falham na luta e apoio aos direitos trans.