Em entrevista ao jornal “The Guardian“, Flea, baixista da banda Red Hot Chilli Peppers, revelou que já teve experiências homossexuais na adolescência.

Flea

O músico, que está promovendo sua autobiografia “Acid for the Children“, afirmou que havia escrito sobre isso em seu livro, mas optou por deixar de fora:

Eu não queria que se tornasse algo sensacionalista. E, pra mim, não foi grande coisa. Eu estava experimentando e percebi: ‘Ei, eu não sou gay’. Então, não é realmente a minha história“, contou ele.

Flea também aproveitou o tema para comentar sobre a relação da banda, Red Hot Chilli Peppers, com a comunidade LGBTQ+ e citou a vez em que foram chamados para estampar a capa da revista gay “In Touch“:
Eu me senti honrado por eles nos quererem na revista. A comunidade gay em Los Angeles foi a primeira a realmente abraçar o Chili Peppers

Red Hot Chilli Peppers

Em um capítulo do livro, intitulado “Homens Não Beijam Homens“, o baixista dá detalhes sobre a relação com pai e a família conservadora. Segundo ele, seu pai biológico negou um beijo dele aos seis anos de idade, o que lhe causou um grande impacto na época e foi parte do motivo que o fez se rebelar contra os esteriótipos masculinos na adolescência.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA: