O ator Wilson Cruz, de Star Trek: Discovery,  revelou que chegou a morar em seu carro por meses antes de estourar como ator. Isso porque ele foi expulso da casa pelos pais em uma véspera de Natal simplesmente porque contou que é gay.

Ele falou sobre sua difícil experiência de se assumir no podcast At Home with the Creative Coalition. Ele se lembra de ter conseguido seu papel de destaque como um jovem personagem gay na sitcom adolescente My So-Called Life, antes de sair do armário aos pais.

Segundo o PinkNews, Cruz disse: “Eu já tinha me assumido no meu círculo íntimo de amigos, para o meu irmão mais novo … só faltavam meus pais saberem. Eles foram os últimos a ficarem sabendo.”

“Então, eu não tinha contado a eles, então fui escalado para My So-Called Life”. Cruz explicou que o show não foi retomado imediatamente depois que ele filmou o piloto, e que demorou um ano inteiro antes de entrar em produção.

“Quando finalmente consegui o papel, achei que era hora de contar para toda família. Fiz um acordo com o universo: da próxima vez que um deles me perguntar, eu irei falar a verdade. Aí que minha mãe perguntou um dia, eu respondi e ela teve um colapso de mãe católica latina e depois acabou superando”, contou o ator intérprete do personagem Dr. Hugh Culber, de Star Trek: Discovery.

Anthony Rapp e Wilson Cruz na estreia de Star Trek: Discovery. (Foto: Todd Williamson / Getty Images)
Anthony Rapp e Wilson Cruz na estreia de Star Trek: Discovery. (Foto: Todd Williamson / Getty Images)

“Aí meu pai me perguntou na véspera de Natal, alguns meses depois de minha mãe já saber e ter lidado com a situação… tínhamos toda a nossa família lá, e meu pai me perguntou por que eu não trouxe uma menina. Eu trouxe meu melhor amigo do colégio, um cara. Meu pai me perguntou e eu respondi honestamente, e foi então que ele me expulsou de casa.”

Foi aí que o ator, ainda sem um sustento suficiente e muito antes dos anos de glória após a estreia em Star Trek: Discovery, passou meses morando no seu carro: “Tínhamos cerca de três meses antes de começarmos a trabalhar em My So-Called Life, então eu tive cerca de três meses para descobrir o que fazer. Então, uma combinação de ficar com amigos e ficar no meu carro e fazer o que eu tinha que fazer para sobreviver por três meses até ganhar meus primeiros salários, e eu fiz.”

Wilson Cruz em Star Trek: Discovery (Foto: Divulgação)
Wilson Cruz em Star Trek: Discovery (Foto: Divulgação)

“Meu pai e eu não nos falamos por um ano, e naquele ano fizemos 18 episódios, e um desses episódios foi sobre a própria situação do meu personagem, em que ele foi expulso de casa por ser gay. Sem que eu soubesse, meu pai assistiu àquele episódio quando foi ao ar e, conforme os créditos iam passando, ele me ligou e disse: ‘Acho que é hora de conversarmos’”.

Foi aí que enfim eles passaram a se entender: “Esse foi o início de um relacionamento real com meu pai, e tudo aconteceu por causa de um programa em que tantas pessoas ainda vêm até mim e dizem:‘ Esse programa mudou minha vida ’. Eu digo,‘ Eu também ’. Isso me deu meu pai, me deu minha família de volta.”

Veja abaixo o trailer de Star Trek: Discovery:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).