Está em destaque em diversos festivais, o filme Levítico 20:13 – A cura, que traz o ator Ronan Horta, que atualmente interpreta o policial corrupto Cabo Góes em Malhação, no papel de um pastor homofóbico, mas que é gay enrustido.

Na obra, o personagem ainda promove a famosa e inexistente “cura gay”. “O Carlos é um pastor que é homossexual enrustido e que, ironicamente, promove a cura gay dentro de um centro de reabilitação através de tratamentos controversos. A arte também deve ter esta função de trazer o debate, fazer as pessoas pensarem, refletirem, contribuir de alguma forma para um mundo mais humano, com menos preconceito e julgamento”, contou o ator ao jornal Meia Hora.

O curta tem sido destaque em diversos festivais. No Festival Internacional de Las Vegas, o filme chegou a ser indicado na categoria Melhor Curta, além de ter se destacado Hollywood Dream Festival, pela indicação de Melhor Edição.