A cantora Anitta abriu revelou que foi vítima de um estupro quando era adolescente. O desabafo foi feito na série documental “Anitta: Made In Honório”, que estreou nesta quarta-feira (16), na Netflix. Aos prontos, a poderosa contou que durante anos se sentiu culpada pelo abuso.

“Faz muito pouco tempo que eu parei de achar que isso é culpa minha, que eu causei isso pra mim. Eu sempre tive medo do que as pessoas iam falar: como ela pode ter sofrido isso e hoje ser tão sexual, ser tão aberta, fazer tanta coisa”

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Série documental “Anitta: Made In Honório”(Foto: Reprodução/Netflix)
Série documental “Anitta: Made In Honório”(Foto: Reprodução/Netflix)

A carioca falou já se envolveu em algumas relações abusivas ao longo da vida e continuou seu relato sobre o abuso: “Quando eu cheguei lá, eu realizei que não era certo fazer aquilo por medo e eu falei que não queria mais. Mas ele não ouviu. Ele não falou nada. Ele só seguiu fazendo o que ele queria fazer. Quando ele acabou, ele saiu, foi abrir uma cerveja e eu fiquei olhando pra cama cheia de sangue”.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Anitta 🎤 (@anitta)

A artista disse que a “Anitta” surgiu da necessidade de superar o trauma e se tornar uma mulher corajosa: “Pra todos vocês que se perguntam de onde nasceu a Anitta. Nasceu daí. Da minha vontade e necessidade de ser uma mulher corajosa, que nunca ninguém pudesse machucar, que nunca ninguém pudesse fazer chorar, magoar. Que sempre tivesse uma saída para tudo. Foi daí. Eu criei essa personagem aí”

VEJA TAMBÉM:  Anitta conta como sua mãe reagiu ao descobrir que ela era bissexual

Carinho dos fãs

Após as revelações, muitos fãs demonstraram solidariedade a cantora nas redes sociais. “Eu queria entrar na tela do celular e abraçar ela, como você é forte mulher”, manifestou uma fã.

“Vocês não sabem o quanto eu chorei junto com essa mulher”, declarou outro seguidor.

“Obrigada por encorajar outras mulheres” disse outra seguidora.