Um político gay da Nova Zelândia está recebendo uma chuva de amor nas suas redes sociais depois de ter levado seu filho recém-nascido para o trabalho, no parlamento do país. As fotos viralizaram na web alcançando milhares de compartilhamentos.

O deputado Tamati Coffey, que representa o eleitorado de Waiariki, levou seu filho de apenas seis semanas de vida ao seu trabalho no último dia 21 de agosto.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Image
Político da Nova Zelândia leva seu filho ao trabalho.

Ele, que teve a criança junto com seu marido Tim Smith através de barriga solidária de uma amiga, recebeu todo apoio de seus colegas parlamentares.

Seu intuito com o ato foi mostrar a evolução da sociedade da Nova Zelândia e as recentes conquistas relativas aos direitos LGBTs, como de se consumar o casamento pela lei, criar famílias, adotar crianças e gerar filhos através de métodos como proveta ou barriga solidária.

Quando o pai teve que discursar, o bebê ficou sendo cuidado pelo líder da câmara, Trevor Mallard, que amamentava o bebê com uma mamadeira. Uma foto dele com a criança viralizou com a sua mensagem no Twitter: “Normalmente essa cadeira é usada apenas pelos presidentes, mas hoje uma presença VIP a assumiu comigo”.

Speaker Trevor Mallard with gay MP Tāmati Coffey's son Tūtānekai
Trevor Mallard cuida do filho de Tamati Coffey no parlamento.

Em declarações ao Good Morning Britain, Coffey disse que “não teve mais do que apoio de colegas deputados de toda a Câmara, o que foi realmente emocionante o dia especial no parlamento”.

Ele lembrou que Trevor foi um dos que votou favorável à reforma da lei que garantiu direitos LGBTs na Nova Zelândia.

“Foi a mudança que tornou possível ser gay e constituir família, que fez pessoas como eu pensarem que talvez um dia eu possa ter meu próprio filho, estar em um relacionamento e não se preocupar muito”, disse.

Image
Tamati se diverte com o filho no ambiente de trabalho.

Mallard acrescentou: “É realmente bom ver a mudança social que ocorreu nos últimos 30 anos na Nova Zelândia, com garantias como casamento, adoção, concepção de filhos, formação de família… Somos uma sociedade muito melhor … Não consigo imaginar alguém criticando cuidar de crianças”.

Image
Tamati, o marido e a amiga que cedeu a barriga aos dois para realizarem o sonho da paternidade.

O casamento e a adoção por pessoas do mesmo sexo são legais na Nova Zelândia desde 2013. O país também permite acordos de barriga de aluguel desde que sejam altruístas e não comerciais.

Coffey está longe de ser o único legislador que faz malabarismos com a política ao se tornar um novo pai. A primeira-ministra do país, Jacinda Ardern, também deu à luz uma filha em junho de 2018, afastando-se de suas funções oficiais por seis semanas de licença de maternidade.

Na ocasião, ela chegou a levar sua filha para a Assembléia Geral da ONU em setembro, onde fez seu discurso de estreia.

Fonte: PinkNews.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).