O ator Jussie Smollett, conhecido por interpretar Jamal Lyon na série Empire, foi hospitalizado na madrugada desta terça-feira, 29, após ser agredido em Chicago, nos Estados Unidos.

Segundo o TMZ, o ator foi agredido por dois homens, que deixaram a mensagem “Esse é o país do MAGA”, fazendo referência ao slogan “make America great again” (“faça a América grande de novo”, em português) de Donald Trump, presidente dos Estados Unidos.

Testemunhas relataram que os agressores usavam máscaras de ski e abordaram o ator proferindo ofensas homofóbicas e racistas. A agressão começou com socos no rosto de Jussie e, em certo momento, um dos homens envolveu uma corda ao redor do pescoço da vítima.

Smollett interpreta um personagem LGBTQ+ na série, que atualmente exibe sua quinta temporada. O ator se assumiu gay publicamente em 2015, em entrevista a Ellen DeGeneres.

O ato reduziu o número de guarda-costas dias antes de ter sofrido um brutal ataque homofóbico. De acordo com o site TMZ, a FOX teria oferecido segurança extra ao ator, após ele ter sido ameaçado, mas ele recusou porque não queria se sentir sufocado.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O ataque ocorreu por volta das 2h da madrugada, quando Smollett estava deixando um restaurante da rede Subway perto de sua casa. Dois homens que usavam máscaras de esqui reconheceram o ator, e um deles gritou: “Você não é aquela b***a de ‘Empire’?” De acordo com o site TMZ, a FOX estava preocupada com a segurança de seu elenco, mas Smollett recusou a segurança durante suas horas de folga.

 Agora, o ator deverá ter segurança armada durante 24 horas por dia, sete dias por semana, pelo menos até que os agressores sejam presos. Oito dias antes das agressões, o ator teria recebido cartas anônimas ameaçadoras contendo insultos racistas e homofóbicos. O FBI e a polícia de Chicago estão investigando se a agressão e a carta estão conectadas.