A tal “brincadeira”, como dita por ele, com Luisa Marilac a chamando de homem nas redes sociais, prejudicou não só a imagem, mas o bolso e a carreira do cantor Nego do Borel.

A gravação de seu novo DVD, que estava prevista para acontecer no próximo dia 29 de janeiro, acaba de ser cancelada.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Após o comentário transfóbico com Luisa Marilac, o show já havia sofrido com o cancelamento de algumas participações, como as de Luisa Sonza e Ludmilla.

Nego não cancelou a gravação à toa. Dia 29 de janeiro é o Dia da Visibilidade Trans. Em consideração a isso e afim de mostrar que está aprendendo com seus erros, o cantor cancelou a gravação na data e justificou em um vídeo em suas redes sociais afirmando:

“Pessoal, boa tarde. Nos últimos dias venho tentando aprender. Estou aprendendo e entendendo o significado de tudo que vem acontecendo. Descobri que no dia 29 de janeiro é dia da visibilidade trans. Em respeito a todas as pessoas que feri, a comunidade LGBT+ e aos meus amigos que convidei para gravar o DVD junto comigo, peguei, sentei com a minha galera e tomei a decisão de deixar o meu DVD para gravar em outro momento. Agora não vai ser um momento de comemoração. Vai ser um momento de reflexão”, disse.

VEJA TAMBÉM:  Linn da Quebrada estreia como atriz em série da TV Globo

Ele ainda afirmou que tem aprendido com todas as críticas que recebeu desde seu comentário descabido: “Eu quero agradecer toda galera que está do meu lado, que está me mandando mensagem, que está me criticando, me ensinando e que está preocupada comigo. E dizer que o que eu fiz não foi certo. Quero pedir para toda a galera que me segue procurar entender e aprender sobre a comunidade e para poder não ferir ninguém, como aconteceu. Todo mundo recebe amor e respeito.”

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).