O jornal Folha de São Paulo está sendo acusado de homofobia após publicar na capa da edição Ilustrada uma foto do novo secretário da Secretaria Especial de Cultura, Mário Farias, seminu, com o título: “O novo homem do presidente”.

A foto sexy de Farias foi em um ensaio a para o extinto site Paparazzo. Internautas acusaram a manchete de fazer insinuações homofóbicas ao, na tentativa de ironizar e satirizar a escolha para o cargo, sugerir que o novo secretário teria um relacionamento sexual com o presidente.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A jornalista Milly Lacombe, autodenominada “sapatão”, se manifestou no Twitter: “A capa homofóbica, além de infantil, desvia do que realmente importa a respeito dessa pessoa. Aí quando a trans é assassinada na periferia a esquerda toda chora. Mas ações como essa capa incentivam a LGBTfobia. Que esquerda é essa que ri da homofobia?”

Milly continua com as críticas: “A capa da Ilustrada de hoje, com Mario Frias nu de bunda para cima, é Lgbtfóbica, machista e moralista. Não é essa a esquerda que vai salvar a gente do fascismo. E muito menos a esquerda na qual me incluo.”

VEJA TAMBÉM:  Casal de lésbicas comete suicídio junto a filha: “O mundo não nos deixa viver”

A apresentadora do programa Roda Viva, Vera Magalhães, também criticou a folha pela publicação: “A @folha que me desculpe, mas há milhares de formas e razões para criticar a indicação de Mário Frias para a Cultura, mas essa não é uma delas. Faz insinuação homofóbica, sexualiza o que não deve. E se fosse uma atriz nua? Sairia esse título? Não é assim que se ilumina o debate.”

Re Corrêa, redatora da TV Globo, questionou se as pessoas “não acham moralista a folha postar o mario frias pelado e uma sugestão homoerótica no título? Enfim. Não acho que a classe artística precisa de mais moralismo para ser defendida. A gente tem que criticar as coisas pelo que elas são.”

VEJA TAMBÉM:  Governo Trump responde protesto de Taylor Swift por LGBTs no VMA

Já outros internautas saíram em defesa do jornal, afirmando que a publicação era uma referência a hipocrisia do governo, além de ser uma “alfinetada” para incomodar o governo.

“Achei satírico só, uma referência ao tom surreal desse governo. O cara não é um gestor de nada nem ator. É uma dessas figuras que os bozos tiram de um alçapão bizarro. E é quase certo que o título é uma sacanagem com o All the President’s Men, sobre o watergarte e o nixon”, apontou um usuário.

VEJA TAMBÉM:  Homofobia: Vídeo de casal gay sendo atacado em ponto de ônibus de Londres viraliza

“Em geral a Ilustrada é o “respiro” da Folha, o local perfeito p/ uma alfinetadinha e um deboche. Achei a provocação inteligente, e vamos ser honestas, oq o Frias tem a contribuir, além de render uma boa foto?!”, questionou a internauta.