Em tempos de Internet, aplicativos de encontro e tanta facilidade pra se marcar uma rapidinha, todo cuidado é pouco. Olha que bizarra essa história…

Em um crime ainda com poucas explicações razoáveis, um ex-modelo que esfaqueou um homem até a morte foi condenado a 12 anos de prisão, segundo informou o Daily Mail.

David Keegan Riotto Haigh, de 43 anos, cometeu o crime contra James Johnson, de 41 anos, em um crime categorizado como homicídio culposo em primeiro grau.

O ex-modelo, que tinha conhecido o rapaz no aplicativo de encontros Jack’d, o agrediu em seu apartamento no bairro do Brooklyn, em Nova York, em abril do ano passado.

James, o ex-modelo e assassino.

Ao júri, o culpado pela morte alegou em sua defesa que ao menos chamou a polícia após o ocorrido e cooperou com as investigações.


Assista também:


Assim que a polícia chegou ao local do crime encontrou James morto na banheira cheia de água e sangue e com uma faca cravada em seu peito.

James, a vítima do crime ainda sem explicações plausíveis.

Sua face estava cheia de hematomas e havia ainda uma mordida em seu dedo. A autópsia também confirmou outras mordidas pelo corpo, além de cabelos entre seus dentes.

O júri se negou a acreditar na versão de David, que afirmou ter cometido o ato em legítima defesa ao esfaquear a vítima. 

David, condenado a 12 anos de prisão

Ainda assim, seus advogados, afirmaram que tentarão rever a sentença.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).