Quem não se lembra do participante Rodrigão do BBB? Sim, é difícil, até porque todo ano tem um clone dele no reality.

Mas então, o ex-BBB e atual “coach” tentou fazer uma “piada” em seus stories do Instagram que provavelmente teria funcionado em 1997, quando ser gay afeminado era motivo de deboche ou demérito por si só para maior parte da sociedade.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Em uma sequência de 2 publicações, ele se fotografou vestindo um shortinho salmão e um tênis vermelho para ir treinar… No primeiro perguntou: “Pessoal, ficou muito boyola?”.

Imagem

Em seguida ele posou todo afeminado e faz a mesma pergunta com as opções “SIM” e “AI PARAAAA”.

VEJA TAMBÉM:  Fora do BBB, Daniel fala sobre sua sexualidade e avisa: "Não vou me privar"

Imagem

É verdade que gays ressignificaram positivamente muitos dos significados de expressões que até pouco tempo atrás eram apenas xingamentos: bicha, gay, boyola… Mas ainda é complicado e questionável quando um homem hétero cis usa como motivo de piada…

Na Internet a publicação pegou mal. No Twitter, alguns dos comentários entre LGBTs reagindo à publicação foram: “Em 2020 hetero cis ainda acha q ser gay/afeminado/feminino é algo engraçado/chacota/demérito?”, “Só mais um cara cis hétero padrão falando merda. ..nada de novo nisso” e “Masculinidade frágil!! Quer biscoito tadinho”  foram alguns dos comentários.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).