Brie Larson, a atriz que interpreta a Capitã Marvel em Vingadores: Ultimato, falou com Marc Malkin da revista Variety, onde discutiram a importância de sua personagem ser a primeira super-heroína do Universo Cinematográfico Marvel (MCU) a conseguir um filme independente. (Antes que alguém reclame: Mulher-Maravilha é uma personagem da DC Comics e do Universo DC nos cinemas).

“Estou feliz por estar na vanguarda da normalização deste tipo de conteúdo e por provar mais uma vez que representatividade importa. A narrativa diversa é importante, a experiência feminina é importante, e esses são marcadores ”, disse Larson.

“Então, é algo que eu sempre soube e acho que muitas pessoas sempre souberam, mas isso é normalizar.” Mais tarde na entrevista, quando Malkin disse que nunca esperou ver um super-herói gay na tela enquanto estava crescendo, Larson disse que isso partiu seu coração e enfatizou que qualquer um pode ser um super-herói, independentemente da orientação sexual.

“Quebra meu coração ouvir isso, porque não há razão”, disse ela. “Eu não entendo como você pode pensar que um certo tipo de pessoa não pode ser um super-herói. Penso que a gente deve avançar mais rápido. Quero sempre ir adiante com esses temas!”

De sua personagem, ela acrescentou: “Não foi o suficiente para eu apenas olhar forte em um cartaz; precisava se estender além disso. Eu sinto que não posso no final do dia ir dormir à noite se eu não fizesse tudo que eu pudesse. “

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

De sua personagem, ela acrescentou: “Não é o bastante ter apenas eu brilhando em um cartaz. Precisamos ir além. Sinto que não posso dormir a noite se não fizer tudo que eu puder.”

Vingadores: Ultimato, que chegou aos cinemas de todo o mundo esta semana, fez história apresentando o primeiro personagem abertamente gay na tela do MCU. Também houve rumores de que um dos próximos filmes da lista cada vez maior da Marvel, “Os Eternos (The Eternals)”, contará com Hercules como o primeiro personagem masculino gay. Se for verdade, este será um momento marcante para a representação LGBTQ nos cinemas e no universo da animação.

Ainda não houve confirmação oficial de que o filme “Os Eternos” está sendo produzido, mas o presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, deu uma pista do que está por vir: “Bem, é preciso que falemos sobre isso há muito tempo”, disse ele quando perguntado sobre os rumores de que um personagem gay aparecerá em “Os Eternos” ou qualquer outro filme da Marvel no futuro.

“Você olha para o sucesso da Capitã Marvel e do Pantera Negra. Queremos que os filmes reflitam o público e queremos que todos os membros do nosso público global se vejam refletidos na tela. E é isso que estamos fazendo há muito tempo. E, certamente, é isso que estamos focando para seguir em frente.”

Assista a entrevista em inglês: