O Morecambe FC deve responder pelo meio-campista Yann Songoo, depois de ele ter sido expulso de campo por ter por ter simplesmente xingado seu colega rival de time com uma injúria homofóbica (até quando ser chamado de gay vai ser ofensa?).

O árbitro Paul Howard entregou a Yann Songoo o cartão vermelho por “linguagem suja e abusiva” no 45º minuto do jogo da League Two contra o Tranmere Rovers no sábado (30 de janeiro).

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A explosão ocorreu após uma falta que deixou um dos jogadores de Tranmere ferido e necessitando de tratamento. Enquanto um amontoado se formava entre as duas equipes, Yann Songoo foi surpreendentemente ouvido chamando outro jogador de “viadinho”.

Embora não esteja claro a quem o xingamento foi dirigido, um jogador do Tranmere pode ser ouvido gritando “Olha aí, olha aí, você ouviu isso” com o árbitro para alertá-lo da sobre o ocorrido.

VEJA TAMBÉM:  Pai esfaqueia os dois filhos em discussão homofobia e transfobia

O Morecambe FC ainda não comentou o incidente. Uma declaração de Tranmere disse: “O TRFC tem uma política de não comentar publicamente sobre questões disciplinares específicas relacionadas a outros clubes ou seus jogadores e, portanto, não fará qualquer declaração sobre o incidente de ontem”.

O comunicado acrescenta que eles escreverão ao Morecambe FC para expor suas preocupações e saber o que o clube está fazendo para evitar tal comportamento no futuro. A linguagem de Yann Songoo foi igualmente condenada pelo grupo de igualdade no futebol Kick It Out, que relatou um aumento preocupante nas denúncias de discriminação em campo, com o abuso homofóbico quase dobrando no ano passado.

Escrevendo no Twitter, o grupo reiterou seu apoio à Rover and Out e à luta mais ampla contra a homofobia no futebol: “Não há lugar para a linguagem homofóbica no futebol. É prejudicial e doloroso. Como modelos, os jogadores em particular devem estar atentos ao impacto de suas palavras ”, disse.