No dia 29 de Janeiro é comemorado o Dia da Visibilidade Trans (Travestis e pessoas trans). Este dia surgiu em janeiro de 2004, no Governo Lula, por conta do lançamento da Campanha Nacional “Travesti e Respeito”, do Ministério da Saúde. Nesse dia, representantes da Articulação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra) estiveram no Congresso Nacional, em Brasília, para lançar nacionalmente a campanha.

Atualmente existe um sentimento generalizado que sempre que uma travesti ou uma mulher/homem transexual aparecer na mídia será para ridiculariza-las em programas de humor, por raras exceções. Esse comportamento transfobico só serve para reforçar o estereótipo e o preconceito em cima dos mesmos, invalidando suas identidades o em exibição de programas que acabam transformando essas pessoas em peças de Jardim Zoológico.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Na contramão a isso, o Poe na Roda tem buscado mostrar que esses homens e mulheres são pessoas iguais a todos. Com sentimentos, anseios e com três vezes maior necessidade de mostrar o seu valor justamente pela imagem errônea que a mídia fez deles.

VEJA TAMBÉM:  Travestis vão cumprir pena em prisão feminina, determina ministro do STF

Sou Mariana, de Santa Catarina. Primeira Deputada Suplente Trans em SC e a mais votada no Sul (conservador) do país. Sou
Graduada em Relações Internacionais e atualmente curso Serviço Social na UFSC”. 
29 de Janeiro – Visibilidade Trans.

Reprodução: Facebook

Mariana Franco é militante e atualmente luta contra o Veto do Nome Social para Travestis e Transexuais no serviço público, proposto pelo governador de Santa Catarina, Carlos Moisés. Em seu perfil pessoal do Facebook, Mariana está promovendo um abaixo-assinado contra o Veto do Nome Social.