Conhecida como “Jessicão, a Opressora” (sim, ela se intitula opressora), a primeira vereadora lésbica eleita na cidade de Londrina – PR, disse em entrevista que não vai atuar a favor das causas LGBT.

Jessicão, que disputou a eleição pelo PP e venceu com 2523 votos, usou o Twitter para contar a narrativa da entrevista: “Um repórter me perguntou: Como primeira homossexual eleita Vereadora em Londrina, qual será sua primeira ação para a causa LGBT? Respondi: Nenhuma! Fui eleita para defender a DIREITA LONDRINENSE, todos que respeitam DEUS, PÁTRIA e FAMÍLIA! JESSICÃO está Fechada com #Bolsonaro!”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A vereadora lésbica disse ainda que vai primeiramente apoiar os empresários da cidade, tentar dizimar as dívidas e multas contraídas durante a pandemia pelos mesmos e lutar pelas escolas militares, valorização das forças de segurança e se posicionar contra a “ideologia de gênero” (a obsessão da direita).

Apoiadora de Bolsonaro com direito a foto fazendo arminha, a vereadora lésbica opressora teve pedido da própria família do presidente para sua campanha, com vídeos e (muitos) twits. Enfim, indo de encontro a tudo o que a opressora diz, nestas eleições, tivemos 80 vereadores LGBTs eleitos. Chora!

VEJA TAMBÉM:  Nova série "Everything Sucks!" conta o drama de ser uma adolescente lésbica nos anos 90