Ativistas LGBT dos Estados Unidos estão possessos com a nova decisão do governo Trump.

Na semana passada, o Departamento de Saúde e Serviços Humanos (HHS) divulgou uma nova orientação proposta que removeria a exigência de que as agências de adoção e assistência social “devem tratar como válidos obrigatoriamente os casamentos de casais homoafetivos”.

Originalmente a medida havia sido uma conquista do governo de Barack Obama em termos de igualdade para casais de gays e lésbicas que queiram adotar filhos.

Tom Perez e Earl Fowlkes, do Comitê Nacional Democrata, disseram: “As regras propostas pelo governo Trump reverteriam o progresso feito sob o presidente Obama e abririam caminho para que as crianças sejam negadas a amarem lares e famílias.

“Mais de 100.000 crianças estão aguardando adoção, e essa medida reduz apenas o número de famílias capazes de adotá-las.”

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Sharon McGowan, da organização sem fins lucrativos LGBTIQ, Lambda Legal, disse que o governo Trump estava agindo com “total desrespeito ao Estado de Direito” ao passar a suprimir imediatamente as disposições.

 “O HHS é responsável por proteger a saúde e o bem-estar de todas as pessoas, mas suas ações hoje demonstram mais uma vez sua completa desconsideração por sua missão”, disse McGowan.

“A regra proposta de hoje põe em risco alguns dos membros mais vulneráveis ​​de nossas comunidades, incluindo pessoas LGBT que são pobres ou estão em situação de rua; Idosos LGBT e jovens LGBT em cuidados fora de casa, incluindo crianças adotivas que precisam de famílias amorosas, pessoas vivendo com HIV e muitas outras ”, disse McGowan.

Alphonso David, da Campanha dos Direitos Humanos, se manifestou contra a proposta, dizendo: “É inconcebível que o governo Trump-Pence priorize o avanço da discriminação sobre o bem-estar das pessoas vulneráveis ​​e espere que os contribuintes paguem a conta por suas políticas discriminatórias”.

Vale lembrar que esta não é nem de longe a primeira ação anti-LGBT do governo Trump. Ele já proibiu militares trans nas forças armadas, suspendeu o Mês do Orgulho LGBT de ser citado na Casa Branca, e sempre onde pode, vem impedindo qualquer nova conquista por dignidade e igualdade.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).