O governo do presidente americano Donald Trump tomou as manchetes do mundo ao ser anunciado ontem (20) que havia um plano para, junto da Alemanha, pressionar países onde a homossexualidade ainda é crime, a descriminalizá-la.

Entretanto, ao ser perguntado por um repórter durante uma conferência de imprensa no mesmo dia durante a tarde, Trump simplesmente disse não saber do que se tratava. O diálogo foi o seguinte:

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Repórter: Senhor presidente, seu esforço em descriminalizar a homossexualidade. Por que está fazendo isso?

Trump: O que?

Repórter: Seu esforço para descriminalizar a homossexualidade pelo mundo…

Trump: Não sei do que você está falando. Tem muitos jornalistas. Próximo?

A ONG GLAAD pelos Direitos LGBT se disse nada surpresa em seu Twitter: “Acreditaríamos que a administração de Trump estaria empenhada em proteger os LGBTs pelo mundo caso eles não tivessem já realizado 90 atos contra os LGBTs nos Estados Unidos, desde a demissão de militares transgêneros até programas de proteção para esta população”.

VEJA TAMBÉM:  Ao lado de Magno Malta, Bolsonaro diz que família é só união entre homem e mulher

Entretanto, ainda que com informações desencontradas e sem maiores explicações, a notícia de que a administração de Trump pretende agir para pressionar países a descriminalizar a homossexualidade é verdade.

Acontece que, segundo o Advocate, o buraco é muito mais embaixo. O movimento é considerado parte da estratégia do governo Trump para reposicionar seus problemas com o Irã sob um conjunto de direitos humanos, de modo que as nações européias, mesmo as mais resistentes, acabem apoiando Trump.

Evidentemente, usar os direitos humanos como meio para alcançar fins políticos provocou críticas . Mathew Rodriguez, da revista Out , chamou a campanha de “uma velha tática racista” e “outra instância da direita usando pessoas queer como peão para acumular poder e cumprir sua própria agenda”.

VEJA TAMBÉM:  Namorado de George Michael não ficará com nada da herança de 124 milhões de dólares do cantor
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).