Morreu nesta segunda feira (02), travesti baleada na madrugada de domingo, na Avenida Beira-Mar, em Fortaleza. A vítima, identificada como Samylla Marry Windson chegou a ser socorrida e atendida em uma unidade de saúde, mas infelizmente não resistiu aos ferimentos e veio a falecer. Dois suspeitos do crime, que haviam sido capturados, foram liberados após prestarem depoimento.

Travesti Samylla é baleada em Fortaleza
Reprodução: arquivo pessoal

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social, o Batalhão de Policiamento de Turismo, com uma equipe, chegou a realizar buscas e capturou dois suspeitos. Ambos foram levados ao 13º Distrito Policial, no bairro Cidade dos Funcionários, onde foram liberados após um inquérito ser instaurado.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A ocorrência foi transferida para o Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa, que continuará a investigar o caso. A Instituição afirmou ainda que a população pode contribuir com o trabalho policial ao repassar informações sobre o caso, em anônimo. As denúncias podem ser feitas por meio do número 181, o Disque-Denúncia

VEJA TAMBÉM:  Rio já teve mais denúncias de crimes homofóbicos em 2018 que em todo 2017
Travesti Samylla é morta em Fortaleza
Reprodução: Facebook

Conforme o assessor e amigo de Samylla informou ao G1, a vítima possuía um salão de beleza em Fortaleza e trabalhava, ainda, com performances voltadas para o público LGBTQI+. Uma nota de pesar foi publicada no perfil da travesti em uma rede social.

E o questionamento continua sendo o mesmo, até quando pessoas LGBTQI+ terão suas vidas tiradas por puro preconceito?