Uma rua da cidade de Fortaleza, no Ceará, será a primeira do Brasil a levar o nome de uma travesti. A rua Dandara Ketley ficará no bairro Bom Jardim e homenageia a travesti que foi brutalmente assassinada por um grupo de homofóbicos em 2017.

Segundo a proposta aprovada, o decreto Legislativo quer aproveitar a homenagem para conscientizar sobre a necessidade de políticas públicas que  promovam proteção e cidadania a todos os cidadãos. O projeto de Lei é de autoria do vereador Ronivaldo Maia (PT).

A travesti Dandara foi brutalmente assassinada por um grupo de jovens homofóbicos (Foto: Reprodução/G1)
A travesti Dandara foi brutalmente assassinada por um grupo de jovens homofóbicos (Foto: Reprodução/G1)

Cinco dos oito assassinos foram condenados por assassinato qualificado de motivo torpe, meio cruel e sem chance de defesa para a vítima.

A Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra) aponta o estado do Ceará como o segundo em mortes de pessoas trans no Brasil (de janeiro a outubro de 2020) , com 19 casos. O estado só fica atrás de São Paulo, com 21 assassinatos.