Uma mulher trans morreu após se abandonada num centro de estética, em Taboão da Serra, na Grande São Paulo. Na última quarta-feira, o local foi atingido por um incêndio.

Lorena Muniz foi levada ao Hospital das Clínicas, mas não resistiu e morreu na madrugada de ontem (21).

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Mulher trans é abandonada em clínica de estética durante incêndio e morre
Mulher trans é abandonada em clínica de estética durante incêndio e morre (Foto: Reprodução / Instagram0

“É com pesar que informo que, hoje de manhã, infelizmente, fui informada que Lorena Muniz faleceu. Sua morte cerebral foi decretada na madrugada”, publicou a deputada estadual Erica Malunguinho.

Washington Barbosa, marido de Lorena Muniz, usou as redes sociais para denunciar a situação. Segundo ele, ela estava sedada após realizar uma cirurgia estética para colocação de implante de silicone quando o local começou a pegar fogo. A jovem teria inalado a fumaça e ficado inconsciente por sete minutos antes de ser resgatada do local.

Lorena era moradora de Recife, capital de Pernambuco, e veio até São Paulo apenas para realizar o procedimento estético.

“Não tenho muitas palavras diante da atrocidade que é o caso ao qual Lorena foi submetida. Agora, é preciso organizar a revolta e pensar estratégias possíveis para que as pessoas responsáveis sejam imediatamente responsabilizadas”, lamentou Erica Malunguinho.

Na noite de sábado (20), o marido publicou uma série de fotos ao lado de Lorena e pediu orações para a moça. “Eu e Lorena tínhamos uma vida. Comum, simples, mesmos nas dificuldades constantes do racismo e da transfobia. Estávamos casados há 6 anos. Nos conhecemos numa festa junina, noite de São João. Desde que nos conhecemos, somos parceiros de vida”, relatou Washington.

Washington não tinha dinheiro para vir até a capital paulsta acompanhar a situação de sua esposa. Ele foi ajudado pela parlamentares Erika Hilton e Erica Malunguinho, ambas do PSOL.

“Não é só o absurdo de uma travesti abandonada numa mesa de cirurgia sedada, é um processo de exclusão que leva as pessoas trans e travestis a se arriscarem em muitos níveis. Escrevo essa nota de coração apertado, porque não é possível dimensionar como estou nesse momento. Dentre muitas outras coisas, Lorena é meu amor! Conseguem entender isso? Digo isso porque sabemos que não é novidade que a sociedade é terrível quando estamos falando de pessoas trans e travestis”, lamentou o marido de Lorena.