Torcedores gays serão bem vindos na próxima Copa do Mundo no Catar, em 2022… desde que não façam sexo gay, já estão avisando os organizadores do evento.

A homossexualidade é ilegal no Catar com pena de até sete anos de prisão. Além disso, o sexo gay é ilegal pela lei sharia, o que significa que os muçulmanos gays podem enfrentar até a pena de morte – embora essa aplicação, ao menos no Catar, não seja um costume.

Mas os torcedores gays podem aproveitar o Qatar para a Copa do Mundo de 2022. Só precisam garantir que respeitem as leis discriminatórias e homofóbicas do Catar e não se aproximem muito. Este foi o recado de Nasser al-Khater, executivo-chefe da Copa do Mundo de 2022

“Qualquer fã de futebol é bem vindo, de qualquer gênero, orientação [sexual], religião, raça. Estão seguros no Catar”, garantiu o organizador em entrevista à AFP.

E continuou: “Demonstrações públicas de afeto são desaprovadas, não fazem parte da nossa cultura – mas isso é comum a todos. Há muito treinamento para o pessoal de segurança para garantir que coisas culturalmente diferentes sejam vistas nesse quadro”, garantiu.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Torcedores de futebol LGBTs já foram instruídos a “abster-se” de qualquer demonstarção de afeto e sexo durante a Copa do Mundo do Qatar.

Esta não é a primeira vez que oficiais da Copa do Mundo do Catar falam sobre os desafios que os fãs gays enfrentam no país para o evento. A última copa do mundo na Rússia, em 2018, enfrentou os mesmos questionamentos.

Em 2010, quando houve a escolha do país para sediar o evento, o ex-presidente da FIFA, Sepp Blatter foi questionado e disse que os fãs gays deveriam “abster-se” de fazer sexo durante a Copa do Mundo de 2022 no Catar.

Em 2014, o ministro do esporte do Catar, Salah bin Ghanem bin Nasser al-Ali, disse que iria encontrar soluções “criativas” para permitir que fãs gays participassem da Copa do Mundo.

“Estamos estudando todas essas questões”, disse ele. “Podemos nos adaptar, podemos ser criativos para que as pessoas venham e gostem dos jogos sem perder a essência da nossa cultura e respeitando a preferência das pessoas que vêm aqui”, afirmou.

Resta saber quais são as marcas que apoiarão um evento mundial e que deveria receber bem à todos em um país predominantemente preconceituoso, excludente e homofóbico…. vamos ficar de olho!

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).