Corajosos, torcedores LGBTs ingleses exibiram uma bandeira LGBT durante a primeira partida da seleção inglesa na Copa do Mundo jogando contra a Tunísia dia 17, que teve resultado de 2×1 dando a vitória para a Inglaterra.

A bandeira em questão, que ostenta as cores do arco-íris, é do time de futebol gay Three Lions Pride da Inglaterra.


Assista também:


O torcedor Di Cunnigham, um dos envolvidos no ato planejado pelo grupo, contou que chegou a ficar preso por 15 minutos na entrada do Estádio enquanto autoridades revistavam seus pertences. A bandeira chegou a ser aberta e conferida, mas pelo visto a segurança não percebeu se tratar de uma bandeira com o arco-íris LGBT incluso.

Veja abaixo o tweet do grupo registrando o ato e as fotos da bandeira no Estádio:

Antes da partida, Cunigham disse ao Pink News: “Estamos empolgados! É ótimo ajudar a tornar os torcedores LGBTs mais visíveis e bem vindos nesta Copa do Mundo. Tivemos alguns trolls nas mídias sociais fazendo ameaças, mas viemos mesmo assim.”

O uso da bandeira tem total apoio da Associação Inglesa de Futebol: “A FA definitivamente quer que a bandeira seja vista e que a gente compareça. Eles foram avisados e endossaram nosso ato pelo uso da bandeira no Estádio.”, afirmou o rapaz que junto aos seus colegas levou e abriu a bandeira.

Vale lembrar que esta não é a primeira vez que acontece um furo do tipo na Copa do Mundo neste país homofóbico que é a Rússia. Durante a cerimônia de abertura, o presidente da Federação Russa LGBT de Esportes, Alexander Agapov, chegou a ser notícia ao acenar com a bandeira no dia 14 de junho:

Líder da Federação Russa em foto com bandeira LGBT no jogo de abertura.
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).