O atleta Tom Daley – que recentemente se tornou pai junto com seu marido, Dustin Lance Black – respondeu críticas da Internet que o problematizaram por ter gerado seu filho com o marido por meio de barriga de aluguel ao invés de ter adotado uma criança.

Falando ao tabloide The Telegraph, Tom deu a melhor resposta ao questionamento fazendo uma outra pergunta: “Muitas pessoas perguntaram por que não adotamos. Minha resposta é: Você não faria esta sugestão a um casal hétero que tivesse um filho biológico, faria?”.

Tom, o marido Dustin e o bebê do casal que nasceu há poucos meses.

E está certíssimo! Ninguém pergunta a um casal hétero que tem filhos biológico por que não adotaram…

Tom também contou sobre a relação que ele e o marido mantém com a progenitora do bebê: “Ela é parte da nossa vida como foi durante os nove meses de gestação. Algumas pessoas não tem relação com a pessoa que cede a barriga e até corta totalmente o vínculo, mas a gente não. Falamos sempre com ela.”

Para a fecundação foram usados espermatozoides de Tom e de Dustin. Os dois afirmam que não interessa saber qual fecundou o óvulo: “Somos ambos pais, é nosso filho. Não importa de quem foi o material genético. Ele é de nós dois.”

Tom atualmente está envolvido na produção de um documentário sobre o uso de barrigas de aluguel por casais homoafetivos que querem ser pais biológicos.

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).