Com a próxima temporada do reality de dança Strictly Come Dancing programada para ir ao ar a partir de 19 de setembro no Reino Unido, a emissora britânica BBC revelou que recebeu mais de 100 reclamações de homofóbicos mimizentos após o anúncio de que a ex-boxeadora Nicola Adams iria dançar com uma mulher, formando o primeiro casal lésbico a competir na história do programa, em mais de 20 anos de exibição.

A BBC divulgou um comunicado em seu site, no qual escreveu: “Strictly Come Dancing é um show inclusivo e se orgulha de ter já ter mostrado casais homoafetivos dançando em números especiais de temporadas anteriores”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Eles continuaram: “Afirmamos, no passado, que estaríamos abertos à incluir duplas de dois homens ou duas mulheres (sendo um famoso / um profissional, de acordo com o formato do programa) no casting assim que tivéssemos a oportunidade. Nicola Adams nos pediu isso logo que foi convidada pra participar e prontamente atendemos seu desejo.”

VEJA TAMBÉM:  “Sou lésbica diamante”, diz Angela Ro Ro ao celebrar 70 anos

“O show é antes de tudo sobre dança e o sexo de cada parceiro dentro de um casal não deve ter influência em sua coreografia”, alertaram eles aos homofóbicos mimizentos.

Ex-boxeadora Nicola Adams e sua namorada Ella Baig
Pisando em homofóbicos, ex-boxeadora Nicola Adams e a namorada Ella Baig (Foto: Reprodução / Instagram)

Nicola Adams é uma ex-boxeadora olímpica que se identifica como uma mulher lésbica. Quando foi convidada para fazer o show, ela respondeu: “Sim, mas quero dançar com outra parceira mulher”.

Ela acrescentou: “Acho que é muito importante. Definitivamente, é um momento de mudança, é definitivamente hora de seguir em frente e ser mais diverso. Este é um passo brilhante na direção certa. Será bom para a comunidade LGBT poder ver um casal lésbico no programa também.”

Nicola aparentemente respondeu à reação com um tweet enigmático que dizia: “Bem quando você pensa que 2020 não pode te surpreender mais. Algo mais acontece”. É, 2020 não está sendo um ano fácil, mas para os homofóbicos parece mais difícil ainda!

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).