Em mais uma decisão sensata, a segunda turma do Supremo Tribunal Federal (STF) manteve suspensa a decisão judicial que tentava permitir terapias (vulgo torturas mentirosas) de “reversão de homossexualidade” no Brasil.

Segundo noticiado pelo Correio Brasiliense, os ministros Gilmar Mendes, Ricardo Lewandwski e Edson Fachin seguiram o voto da ministar Carmen Lúcia no julgamento que terminou na última sexta-feira (17).

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Uma decisão arbitrária da 14ª Vara Cível de Brasília, motivada por fundamentalistas religiosos que se afirmam psicólogos, no ano passado, tentou autorizar a “cura gay” no Brasil. Sabendo disso, o Conselho Federal de Psicologia foi ao STF pedir que a decisão fosse revertida, o que felizmente foi.

Conheça mais sobre a realidade das torturas de cura gay no vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM:  STF vai julgar criminalização da homofobia dia 12 de Dezembro
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).