O seriado de animação South Park é conhecido por suas piadas controversas, de gosto até duvidoso muitas vezes e sempre sem papas na língua.

Entretanto, em um episódio recente, o programa parece ter errado na mão, chegando a ser acusado de transfobia por parte dos telespectadores.

O sétimo episódio da 23ª temporada, intitulado Board Girls, foi transmitido na última quarta-feira. Ele apresenta a personagem de Heather Swanson, uma mulher trans que parece e cuja voz soa como o falecido lutador Randy Savage.

Heather diz que começou a se identificar como mulher “duas semanas atrás” para competir em um torneio local: “Eu não estou aqui para falar sobre a minha transição, estou aqui para chutar alguns traseiros”.

Ela então imediatamente começa a dominar todas as competições, mas mais tarde se revela o ex-namorado de uma rival, disfarçada de mulher trans para prejudicá-la.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A verdade é que, em um episódio lamentável, South Park apenas colabora para o preconceito e ignorância aos quais a população trans é submetida pela sociedade.

Ao invés de explicar, as piadas e o episódio em si apenas jogam mais estigmas e informações falsas sobre qual é a realidade de atletas trans, que pra quem não sabe, tem devido à terapia hormonal, suas taxas de força, muscular, água e músculos sempre próximas dos atletas cisgêneros que competem no mesmo gênero e categoria.

Não à toa, cada atleta trans é analisado individualmente  por médicos e cientistas e tem todos seus exames e taxas comparados aos outros atletas para terem ou não autorizadas suas participações nos times cujo gênero é o mesmo que se identificam.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).