Roberta Close e Gabrielle Gambine: as duas carregam o mesmo sobrenome e enfrentaram o preconceito de cabeça erguida, cada uma ao seu jeito, ao se revelarem transexuais. Roberta é tia de Gabrielle, que além da beleza herdade, possui a coragem de ser quem realmente quer.

Gabrielle nasceu Gabriel e há poucos anos começou a fazer a transição do gênero masculino para o feminino. Dona de traços andróginos, loira e muito alta, Gabrielle tem uma beleza peculiar que se assemelha a das musas do cinema de outrora. Gabrielle é filha de um irmão de Roberta e atualmente divide a casa com Carol Gambine, mais conhecida pela semelhança com a tia, símbolo sexual da década de 80.

Diferente de outros trans, Gabrielle não esconde sua antiga identidade e mantém fotos antigas em suas redes sociais, inclusive em ensaios nos quais atuava como modelo masculino. A jovem de apenas 20 anos, cursa Artes Visuais na UFRJ e costuma compartilhar suas serigrafias em uma página.

Da tia famosa, recebe apoio e elogios, como quando desfilou para marcas alternativas na Casa dos Criadores, em São Paulo.