Uma pesquisa do Instituto Locomotiva revelou que 49% dos brasileiros não faz ideia do que seja uma pessoa transgênero. Eu sinceramente achei até que seria mais, a julgar pelo vídeo abaixo:

Realizada com 1.600 pessoas com mais de 16 anos por todas as regiões metropolitanas do país, a pesquisa constatou que muita gente tem desde total ignorância até muita dúvida sobre o assunto, sendo que apenas 20% dos entrevistados sabe exatamente o que é uma pessoa trans, ou seja, uma pessoa cujo gênero é diferente do que foi designado ao nascer.

Usando exemplos, uma pessoa trans pode ser alguém que nasceu biologicamente do sexo feminino e se identifica e se entende no gênero masculino como homem ou nasceu biologicamente do sexo masculino e se identifica no gênero feminino, como uma mulher.

Dentre os que sabem, 49% se dizem a favor de que estas pessoas tenham direito de alterar nomes em documentos e gênero de acordo com o qual se identificam. Dentre estes, também sem surpresa, mulheres (52%) se mostraram mais tolerantes do que os homens (46%).

Sobre o direito de se realizar cirurgias de redesignação sexual (popularmente e erroneamente chamada “mudança de sexo”) pelo SUS, 49% se disseram favoráveis.


Assista também:


Outro dado revelado é de que 47% das pessoas se diz a favor de que pessoas usem o banheiro de acordo com a sua identidade de gênero, sendo 50% das mulheres a favor e 42% dos homens a favor.

(continua)


Veja também:


Uma revelação surpreendente, vivendo no país que mais mata transexuais no mundo, foi o resultado de que 49% dos brasileiros pesquisados afirmou que aceitaria um filho transgênero. Novamente mulheres se mostraram mais abertas com 55% a favor enquanto homens não passam de 44%.

“Ainda que grande parte da população não entenda o que é uma pessoa trans, pôde-se perceber uma maior aceitação em relação a conquista de direitos desta população em questões como mudança de nome, uso do banheiro público e utilização do sistema público de saíde”, concluiu o presidente do Instituto Locomotiva.

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).