Na noite da última terça-feira (3), Lanna Hellen, uma mulher trans que vive em Maceió (AL) foi impedida de usar o banheiro do Shopping Pátio Maceió.

O ato de discriminação aconteceu por conta de uma cliente transfóbica que reclamou com um funcionário do shopping que havia “um homem” dentro do banheiro feminino.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Testemunhas que presenciaram a cena disseram que Lanna estava no banheiro tranquilamente quando foi abordada bruscamente por bombeiros e seguranças do shopping, sendo retirada à força.

Justamente indignada, Lanna foi para o meio da praça de alimentação do shopping falar à todos sobre a violência que havia sofrido naquele momento.

Em seguida os seguranças foram correndo até a praça de alimentação e violentamente a retiraram lá. Ainda é possível ver em um dos vídeo que registrou o acontecido, um segurança dizendo: ” ELA É UM MACHO…É UM HOMEM….NÃO É ELA…ELA SE CONSIDERA, MAS NÃO É ….É UM MACHO, É UM HOMEM”. 

VEJA TAMBÉM:  Homofobia: Garçom é agredido e ameaçado de morte pelo chefe por usar tênis LGBT

Lanna acabou sendo retirada do shopping por quatro seguranças, dois bombeiros e duas seguranças mulheres que chamaram a viatura da polícia e levaram para  a delegacia onde abriram um B.O

VEJA TAMBÉM:  O desafio diário dos jovens trans nas escolas brasileiras

Durante a mesma semana foi realizado um protesto em frente ao Shopping Pátio Maceió onde Lanna esteve presente.  O coletivo @homemtransbr inclusive prestou toda solidariedade a Lanna sobre o episódio lamentável. 

Na última semana nas redes sociais e no próprio shopping, vários protestos em defesa de Lanna foram realizados e o assunto dominou as redes sociais.

Felizmente a vítima já está sendo acompanhada por uma advogada que levará o processo por discriminação relativa a identidade de gênero adiante.

VEJA TAMBÉM:  Mel C segura bandeira trans em show e fala da importância de LGBTs se apoiarem

Sua maior motivação é justamente evitar que isso continue acontecendo, como ainda acontece no Brasil: “Do mesmo jeito que eu tô sendo constrangida, essa merda vai acabar. Travesti não pode usar o banheiro. Eu vou fazer xixi onde?”, explicou Lanna.

Após a péssima e enorme repercussão do caso de transfobia, o governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), informou em suas redes sociais que determinou uma ‘apuração rigorosa’ sobre a denúncia de Lanna Hellen, que foi impedida por seguranças do Shopping Pátio de utilizar o banheiro feminino na sexta-feira (3).

O shopping nega ato de discriminação, mas diz que vai apurar o que aconteceu.

Colaboração: Tyranda Verenna @homenstransbr

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).