O repórter Rômulo D’Avila, da TV Globo, é mais um profissional da emissora abertamente LGBT.

Bom demais, né, trabalhar em uma empresa onde você não precisa esconder quem você é… Infelizmente, mesmo LGBTfobia já sendo crime no Brasil, nem todos têm esta oportunidade e ainda hoje vivem no armário no meio profissional, o que é um desperdício não apenas pra si, mas para a empresa e seus talentos.

O gaúcho, que vive em São Paulo e é conhecido pelas reportagens que vão ao ar principalmente no SPTV, falava nos stories de seu Instagram sobre a doação de sangue por homens gays, que recentemente deixou de ser proibida no Brasil após decisão do STF.

O repórter da Globo Rômulo D'avila. (Foto: Reprodução / Instagram)
O repórter da Globo Rômulo D’avila. (Foto: Reprodução / Instagram)

“Pela primeira vez ninguém ninguém perguntou sobre minha sexualidade! Ou seja, ninguém sabe que eu sou V-I-A-D-O, gay!”, disse ele brincando falando sobre a ida ao banco de sangue onde foi fazer sua doação.

Assista ao momento abaixo:

 

E tá certíssimo o Rômulo D’avila, né? Cada um deve ser quem é!

Vale lembrar que no jornalismo da Globo há vários profissionais talentosos abertamente LGBTs. Alguns exemplos são o casal de repórteres Pedro Figueiredo e Erick Rianelli, a repórter Nádia Bochi, o correspondente Sandro Fernandes, a repórter Raquel Honorato e também os âncoras Marcelo Cosme e Leilane Neubarth, ambos os últimos da Globonews.

Colaboração: Vinicius Curaçá.

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).