VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O atleta olímpico francês Guillaume Cizeron, que conquistou a medalha de prata na Dança no Gelo durante os Jogos Olímpicos de Inverno em 2018, saiu do armário em um post nas redes sociais em que apresentava o namorado.

Durante o Dia Mundial de Combate a LGBTfobia (17 de maio) o atleta publicou no instagram uma foto na cama com o companheiro, com a legenda: “celebre o amor. Feliz Dia Internacional Contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia.”

Após a repercussão, em entrevista à revista Têtu, o atleta comentou que “embora nunca tenha falado publicamente sobre minha orientação sexual, sou daqueles que pensam que não é algo que [as pessoas] devam fazer. Pessoas heterossexuais não têm que sair do armário. Eu ainda hesitei um pouco antes de publicar, não tenho o hábito de revelar coisas realmente íntimas. Não sei o que aconteceu comigo, perguntei: ‘O que tenho a perder?’”.

Guillaume compete pela França, mas mora em Montreal (Canadá), que ele afirma ser “uma das cidades onde nos sentimos mais livres como pessoa da comunidade LGBT”, mas reconhece que “esse não é o caso em todo o Canadá e em outros países” e, portanto, “sair do armário faz parte da luta”.

“Eu conversei sobre isso com muitas pessoas que me cercam e fazem parte da comunidade, algumas das quais são ativistas e que me disseram várias vezes até que ponto isso [o atleta sair do armário] poderia ter impactado na vida de outras pessoas”, acrescenta Guillaume.

Guillaume, que também foi três vezes campeão mundial, pentacampeão europeu e pentacampeão francês, ainda conta que embora tenha orgulho de viver autenticamente, não quer ser conhecido como “o dançarino no gelo gay, mas sim como o dançarino no gelo medalhista” e disse que há “uma necessidade de lutar para que as coisas evoluam nessa direção”.

Foto: Divulgação/Instagram