Em uma ação inédita e impressionante, que é claro, já virou notícia em toda mídia internacional, um grande grupo de atores se uniu na Alemanha para sair do armário coletivamente, exigindo também mais diversidade e menos preconceito no cinema, na televisão e no teatro.

Ao todo, 185 profissionais das artes cênicas fizeram parte do manifesto lançado na última sexta-feira na Süddeutsche Zeitung, uma revista alemã. Nela, eles se abriram sobre como viver no armário os impedia de serem livres.

“Estamos aqui! Nós nos identificamos, entre outras coisas, como lésbicas, gays, bissexuais, trans, queer, intersexo e não binários. Até agora, nunca pudemos falar abertamente sobre nossas vidas privadas sem temer repercussões em nossas vidas profissionais”, disseram em a declaração.

185 atores LGBTs saem do armário juntos na Alemanha. (Foto: Reprodução)
185 atores LGBTs saem do armário juntos na Alemanha. (Foto: Reprodução)

Um dos medos é justamente o de perder a oportunidade de representar personagens heterossexuais devido a preconceitos na escalação de elencos: “Somos atores. Não temos que ser o que interpretamos. Interpretamos. Este é o nosso trabalho”, acrescentaram.

No manifesto, os atores também lembraram a falta de papéis LGBTQ+ nos roteiros, que são predominantemente preenchidos por homens heterossexuais brancos: “É claro que quero interpretar personagens que foram originalmente escritos em branco ou hetero”, disse Lamin Leroy Gibba, uma estrela do teatro negro. “Ao mesmo tempo, pergunto: Onde estão os personagens negros e LGBTs como protagonistas de suas próprias histórias?”

Entre os atores que apareceram está Eva Meckbach, 40, conhecida pelo filme Home for the Weekend de 2012 e pela série dramática alemã Tatort. “A realidade deve ser tão diversa na tela quanto na vida real”, disse Meckbach à revista. “A sociedade é muito mais ampla e diversa do que os tomadores de decisão pensam”, disse ela.

Karin Hanczewski, outra estrela da Tatort, disse que sair do armário coletivamente foi uma atitude feita pensando em “como poderíamos juntos mudar algo”.

Lindo demais, né? Bem que poderia acontecer no Brasil também… Parabéns aos 185 atores corajosos, é assim: com coragem, fé e atitudes que a gente muda o mundo!

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).