No dia 3 de janeiro em seu perfil oficial do Instagram, a revista norte-americana “Parents” publicou a capa da sua revista de fevereiro com pais gays e as mães cristãs se revoltaram.

“Parents” é uma revista dedicada aos pais que mensalmente aborda temas como: saúde das crianças, disciplina, educação e segurança. Além desses temas também traz notícias sobre moda, gravidez, casamento, beleza e nutrição para as mulheres.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A capa da revista “Parents” que irá lançar em fevereiro traz nela uma família composta por um casal gay, Shaun T e Scott Blokker, e seus gêmeos de 1 ano. Foi a primeira vez desde seu lançamento em 1926 que a revista colocou em sua capa um casal do mesmo sexo e isso chocou o grupo “One Million Moms”. Esse grupo é uma ONG formada por mães estadunidenses cristãs que lutam em nome dos valores morais e familiares da grande mídia de entretenimento.

A legenda do post da capa da revista dizia:  @ShaunT e sua adorável  família em nossa capa de fevereiro! 💪🌟 Seis anos atrás, o criador do treino #Insanity e o novo programa # Transform20 estava pronto para começar uma família com seu marido e parceiro de negócios, @scottphotobombs. Doze tentativas de gravidez, seis doadores de óvulos, cinco substitutos, dois médicos, um aborto e milhares de dólares depois, agora os gêmeos Silas e Sander, de 1 ano de idade, chegaram! ❤️ Toque no link da biografia para ler mais sobre a difícil jornada de Shaun e Scott para a paternidade e a vida com meninos gêmeos!

A organização das mães cristãs demostrou seu repúdio sobre a capa dizendo: “Os pais estão usando sua revista como uma plataforma para promover o estilo de vida pró-homossexual. Mesmo que as famílias não assinem pessoalmente a publicação, elas devem ser advertidas de que ela pode ser exibida em salas de espera de consultórios de dentistas e médicos, onde crianças podem ser facilmente submetidas à glorificação de pais do mesmo sexo. ”

“A Parents é a mais recente empresa de mídia impressa a abandonar o que faz melhor para forçar um estilo de vida no público americano que a comunidade médica identifica como doença. Em vez de se concentrar em dicas para os pais, a publicação condena os americanos a adotarem esse estilo de vida”, afirma a organização.

Já em outra postagem realizada pela revista no mesmo dia dizia: ““Recebi dois ótimos conselhos. O pai de Scott me disse: “Você não está entrando no mundo dos bebês”. Eles estão entrando na sua “, e isso me deixou ansioso para mostrar a eles a vida que vivemos. A segunda foi do meu avô, que foi casado com minha avó por 56 anos. Ele disse: “Nunca vá para cama com raiva”, e nós não. A conexão que você sente no final do dia é a força motriz de como você acorda no dia seguinte, então todas as noites nós dormimos de mãos dadas”. O fundador da InSanity @shaunt se abriu sobre sua incrível jornada à paternidade.  Em nossa edição de fevereiro. 💪 Toque no link na bio para ler!

O grupo também disse que casais gays não são normais:  “Mães e pais estão vendo exemplos cada vez mais semelhantes de crianças sendo doutrinadas para acreditar que casais do mesmo sexo é normal, especialmente na mídia. Da mesma forma, o site da revista, o site Parents.com e suas outras páginas de mídia social também apresentam conteúdo pró-homossexual ”.

O grupo “One Million Moms” criou uma petição expressando a desaprovação da “tentativa de normalizar a educação sexual entre pessoas do mesmo sexo” da revista e em apenas dois dias já continha mais de 8 mil assinaturas.

O grupo sempre está realizando campanhas contra tudo que é da temática homossexual e qualquer coisa que vá contra a Bíblia, por exemplo, em 2015 eles fizeram uma campanha contra a série Lúcifer.

Maikon Stefan
Amante do teatro, tv e de Harry Potter, formado em Técnico em Administração e Bacharel em Ciência e Tecnologia (UNIFESP-SJC). Atualmente cursa Engenharia de Materiais (UNIFESP-SJC). Também foi Presidente da Empresa Júnior (Ectm Jr). "Me chama pra causar que eu vou".