Em recente relatório publicado pelo FBI na segunda-feira (16 de novembro) foram reunidas 15.588 agências de segurança pública dos Estados Unidos, e apresentando dados constatando que crimes de ódio com base na orientação sexual e identidade de gênero dispararam durante o governo Trump, ficando atrás até de crimes envolvendo raça e religião. Os crimes com base na orientação sexual representam 16,8% de todas as denúncias de crimes de ódio em 2019, enquanto 2,7% foram causados por causa da identidade de gênero das vítimas.

De acordo com o FBI, crimes de ódio relacionados a sexualidade e gênero aumentou
De acordo com o FBI, crimes de ódio relacionados a sexualidade e gênero aumentou. (Foto: GettyImages)

De acordo com o PinkNews, ao todo, são 7.314 crimes de ódio relatados ao FBI, 1.195 foram baseados na orientação sexual e 198 na identidade de gênero. Os ativistas enfatizam que ainda há muito mais, porque, segundo eles, os departamentos de polícia registram crimes de ódio de maneiras diferentes e não tem a obrigação de informar ao FBI.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
VEJA TAMBÉM:  Travesti é baleada durante programa por homem que tinha porte de armas
Segundo ativistas, as policias dos EUA não tem obrigação de informar ao FBI
Os departamentos de polícia registram crimes de ódio de maneiras diferentes. (Foto: GettyImages)

71 cidades com população de mais de 100.000 não relataram que nenhum crime de ódio de qualquer tipo ocorreu durante todo o ano, mas a Campanha de Direitos Humanos alega que essa informação não é nada verídica. O presidente do Órgão, Alphonso David, disse: “Mais um ano com níveis alarmantes de crimes motivados pelo ódio e preconceito, mais um motivo para pontuar essas questões politicamente e de forma urgente!”.