O rapper norte-americano Lil Nas X se assumiu gay publicamente neste último domingo (30). Ele é o autor da música Old Town Road, que lidera as paradas da Billboard há 12 semanas consecutivas. O anúncio foi feito através do seu perfil oficial no Twitter.

“Alguns de vocês já sabem, alguns não ligam, outros não vão mais me acompanhar. Mas antes que esse mês acabe, eu queria que todos vocês ouvissem com atenção ‘C7osure'”, escreveu Lil no Twitter. O texto é acompanhado por uma animação em vídeo e o emoji de arco-íris.

C7osure é uma das músicas presentes em seu primeiro EP “7”, lançado no último dia 21. A faixa conta com versos sinceros sobre uma nova fase. “deixo meu passado para trás/ me agarro ao meu futuro/ É isso que eu vou fazer, não posso me arrepender quando estiver velho. Abrace esta notícia, eu vejo o desdobramento/ Eu sei que parece que não é a hora/ Mas quando eu for olhar para esse momento, vou ver que estou bem”, canta ele.

Lil Nas X tem apenas 20 anos e faz parte de um sub-gênero no mundo da música intitulado country-rap, uma mistura de dois estilos completamente diferentes, já que o rap possui uma essência mais urbana e o country, rural.

O The New York Times publicou um artigo em abril lembrando que a música cantada pelo jovem e por Billy Ray Cyrus traz a tona uma discussão antiga sobre o rap ser amigo ou inimigo do country.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Por décadas, Nashville essencialmente enquadrou e comercializou a experiência da música rural como uma arte branca — desafiando assim as profundas raízes negras da música country. Então, quando um artista como Lil Nas X — que é negro, faz rap, é de Atlanta, e não tem nenhuma ligação com o mercado de música country — reinvindica a estética rural, mesmo que de uma maneira parcialmente irônica, causa uma ruptura real”, destaca o jornalista Jon Caramanica.