Kevin Fret, um rapper abertamente gay, muito famoso em Porto Rico, foi morto em um crime com ainda poucas explicações.

O músico, de apenas 24 anos, também militava muito pela comunidade LGBT, e foi morto na última quinta-feira (10) de manhã nos arredores do bairo de El Vocero, um dos maiores da cidade.

A polícia foi chamada para o local ao saber do corpo do rapaz, que levou oito tiros as 5:31 da manhã enquanto dirigia sua moto. Ele foi levado ao hospital Rio Piedras Medical Center, mas não resistiu e faleceu.


Assista também:


A polícia agora apura o crime para descobrir suas motivações. Não se descarta a hipótese de crime motivado por homofobia.

O empresário de Kevin Fret, Eduardo Rodriguez, confirmou a morte do artista em uma carta aberta à Billboard:

“Kevin era uma alma artística, um sonhador de coração grande. Sua paixão era a música e ainda tinha muito a fazer. Essa violência precisa parar.”, disse ele.

“Não existem palavras para descrever o que sentimos agora e a dor que isso causa em tantos amigos, família e conhecidos. Precisamos nos unir pela paz de nossa amada Porto Rico”.

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).