Após ser afastado da BandNews FM Goiânia por ataque homofóbico ao jornalista Matheus Ribeiro, o radialista Luiz Gama gravou um vídeo pedindo desculpas, mas negando quaisquer atitudes homofóbicas ou racistas.

“Esse vídeo tem apenas uma finalidade. Quero aqui reconhecer o meu erro, alguns exageros que cometi em postagens que equivocadamente foram interpretadas como racistas ou homofóbicas”, disse ele.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Não fui, não sou e jamais serei homofóbico ou racista… Mas quero reconhecer o meu erro, meus exageros e pedir perdão a todas as pessoas que se sentiram ofendidas”, continuou ele.

“Jamais me referi a você, jornalista Matheus Ribeiro da TV Anhanguera, de maneira nenhuma quando fiz aquelas postagens. Mas ainda sim, te peço perdão e peço que reconsidere essa minha posição. Tenham todos a certeza de que eu estou falando de coração. Jamais quis ofender qualquer pessoa gay ou não gay, negra, branco, moreno ou seja qual for a raça”, finalizou Gama.

VEJA TAMBÉM:  Matheus Ribeiro, 1º jornalista gay a apresentar o JN, pede demissão e desabafa em carta aberta

O caso ganhou repercussão quando Luiz fez alguns tweets ofendendo Matheus, que é o primeiro jornalista gay a estar na bancada do Jornal Nacional (TV Globo).